Governo do Maranhão participa de encontro sobre projeto Rota das Emoções no Piauí

Acessar fotos
Rota das Emoções Piauí
Piauí — Rota das Emoções Piauí - Ascom Agerp
6/05/2022

Durante os dias 2 e 3 de maio, em Parnaíba, no estado do Piauí, integrantes da Agerp e da Secretaria de Meio Ambiente do Maranhão, representaram o Governo do Estado na condução do projeto Rota das Emoções, que visa atuar no desenvolvimento de ações para a agricultura familiar, meio ambiente e turismo sustentável em comunidades rurais do Nordeste.

As atividades são conduzidas pelo Consórcio Nordeste, e envolveram instituições da Agricultura Familiar, Meio Ambiente e Turismo dos estados do Ceará, Maranhão, Piauí, além da Embaixada da França no Brasil. O Rota das Emoções tem como objetivo promover a dinamização produtiva da agricultura familiar, da pesca artesanal e do turismo por meio do uso sustentável dos recursos naturais.

O projeto que busca investimento internacional através do Fundo Francês para o Meio Ambiente Mundial (FFEM), teve sua primeira missão em fevereiro de 2022, quando reuniu, em solo nordestino, representantes dos três estados brasileiros e especialistas franceses do Instituto Nacional das Origens e da Qualidade (INAO), ligado ao Ministério da Agricultura da França.

A área de abrangência da Rota das Emoções integra 16 municípios do litoral dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará, são eles:

Maranhão: Santo Amaro do Maranhão, Barreirinhas, Paulino Neves, Tutóia, Araioses, Primeira Cruz e Água Doce do Maranhão.

Piauí: Parnaíba, Ilha Grande, Luís Correia e Cajueiro da Praia.

Ceará: Jijoca de Jericoacoara, Barroquinha, Camocim, Chaval e Cruz.

Para a presidenta da Agerp, Loroana Santana, a ação é muito importante para o desenvolvimento da agricultura familiar da região, pois mantem foco especial no desenvolvimento de ações para povos e comunidades tradicionais dos estados.

"O projeto Rota das Emoções envolve Secretarias de Agricultura Familiar, Meio Ambiente e Turismo dos estados do Maranhão, Ceará e Piauí. Ele visa o desenvolvimento econômico de comunidades rurais desses três estados levando em conta o turismo sustentável. O nosso público-alvo são as famílias rurais que vivem da agricultura familiar, da pesca artesanal, extrativismo com foco prioritário nas mulheres e jovens. Dentro deste púbico, destacamos os povos e comunidades tradicionais, que receberão atenção específica com abordagem selecionada para o desenvolvimento das atividades do projeto", disse.